Mini Cart

Your cart is empty

Checkout
(€0.00)
Joana Mota Capitão Jewellery
Com Lisboa sempre no coração, a Joana Mota Capitão Jewellery nasce em 2012, fruto da junção de uma curiosidade antiga com um despertar tardio. As avós de Joana Mota Capitão foram as grandes impulsionadoras deste rumo, mesmo que na altura não o soubesse. A avó materna era antiquária e o vai-e-vem de mobiliário antigo, pinturas e peças únicas de joalharia influenciaram-na grandemente numa tenra idade, bem como a avó paterna, muito à frente do seu tempo, que a levava a exposições de arte e de joalharia. Licenciou-se em Design de Produção de Ambientes pelo IADE - Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing em Junho de 2006 e, no mesmo ano, integrou o curso de Joalharia do Ar.Co - Centro de Arte e Comunicação Visual, com a duração de quatro anos - três anos de curso regular + um ano de projecto individual).
De Setembro de 2010 a Março de 2011, completou aquele que seria um dos mais entusiasmantes desafios: estagiou nas oficinas dos joalheiros Marc Monzó e Estela Guitart, em Barcelona.

Regressada a Portugal, tornou-se assistente de oficina do designer/joalheiro Valentim Quaresma, entre Setembro de 2011 a Julho de 2012. Por essa altura, Joana Mota Capitão já tinha em si as certezas suficientes para criar a sua própria marca joalharia contemporânea e assim foi. A Joana Mota Capitão Jewellery nasceu em Maio de 2012, com autoria, produção e execução da própria.
O seu trabalho baseia-se numa abordagem contemporânea ao cruzamento de elementos orgânicos com referências geométricas, explorando uma linguagem depurada, com jogos de volumes e encaixes que tornam as peças homogéneas e coerentes.
Há sempre um conceito diferenciador por detrás de cada peça, uma história, e as viagens, a natureza, a pintura, a sua infância e o que a rodeia é onde vai beber inspiração para todas as suas criações. Na falta de inspiração instantânea, há a necessidade de se manter actualizada em relação ao que se passa à sua volta, como ir a exposições, ler livros e folhear revistas. A inspiração é transpiração, ou seja, muito trabalho e manter a curiosidade acesa em relação a todas as áreas artísticas. Para além de colecções de autor, a Joana Mota Capitão Jewellery dispõe de um serviço personalizado, com peças feitas à medida e ao gosto do cliente. A reciclagem de metais é também uma possibilidade e é como dar uma nova vida - mais actual - a uma peça em ouro que já não usa ou tem guardada na gaveta.