Portuguese Jewellery shaped with Love -

Portuguese Jewellery curated by AORP

  • HK_Blog

Actualidades

Joalharia portuguesa a caminho de Hong Kong

É o terceiro maior importador de joalharia do mundo e por isso um mercado apetecível para as joias portuguesas. De 1 a 5 de março, seis empresas nacionais marcam presença na Hong Kong International Jewellery Show, onde haverá também a participação especial da Rota da Filigrana de Gondomar, com demonstrações ao vivo.

Com um enorme potencial de crescimento, o mercado asiático é uma das grandes apostas do projeto de internacionalização da joalharia portuguesa, promovido pela AORP – Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal. Depois de Tóquio, as joias portuguesas partem agora para Hong Kong, para participar numa das maiores e mais importantes feiras do setor a nível mundial.

A Hong Kong International Jewellery Show acontece de 1 a 5 de março e contará com a presença de seis marcas portuguesas: Alma e Coração, Bruno da Rocha, Coquine, Galeiras, J. Soares Joalheiros e Styliano Jewellery.

Com 2.500 expositores e cerca de 52.000 visitantes profissionais, provenientes de mais de 50 países, este é considerado o ponto de encontro mundial do setor da joalharia, servindo de plataforma de contacto com compradores de todo o mundo. Segundo Fátima Santos, Secretária-Geral da AORP “o principal objetivo com a presença nesta feira é reforçar a ligação com o mercado asiático, sobretudo com a China, onde identificamos um grande potencial de crescimento para as joias portuguesas. No entanto, a nossa experiência anterior mostra-nos que aqui se fazem contactos para todo o mundo, desde EUA, Austrália e até Europa. Algumas marcas conquistaram clientes importantes em Espanha, França, Alemanha, a partir de Hong Kong”.

Esta também será a terceira participação da Rota da Filigrana de Gondomar, que, em parceria com AORP, convida marcas do concelho para se apresentarem em feiras internacionais.  “As demonstrações ao vivo têm sido um sucesso. Não só é uma forma de promovermos a filigrana portuguesa, reforçando os valores da manualidade, atenção ao detalhe e paixão que caracterizam a joalharia portuguesa, como têm sido também um importante atrativo de visitantes para o espaço, fascinados com a arte e talento dos nossos artesãos”, acrescenta Fátima Santos.

Mais informação aqui.

Share / Partilhar: